Poesiar é Olhar a Mão

Resultado de imagem para poesias

Sabe o que é gostar de ter tudo em suas mãos?
Sentir no tato dos dedos a vida e a sua beleza estampada?
Ter a natureza com seus devaneios em inspiração?
Gostar de sentir-se um deus poderoso  em boa catimbada?
Isso sim é que chamamos poesia, o ser poeta de mão cheia,
Dar vida ao que presencia, ao que afeta, ao que lhe permeia.
Ter sempre a última palavra rimada do que bem semeia.
.
O encantador de poemas, que cobiça contar o que sente
tem a mão estendida ao que toca, e ao que quer contar
sente na palma os dilemas, vislumbra o mundo contente
descansa o tato no que provoca, e se descansa em sonhar.
O encantador de versos, que pinça montar o que consente
torna-se um atrevido que sabe cantar o que vem do coração
alucina num relato imerso, que, por si, não sabe dizer não.
.
Poesia é a própria mão que acalanta a verdade escondida
a grande porção que busca palavras para se expressar
é a melhor busca pela versão mais apropriada e aplaudida
é ser poesia, rica ou pobre, mas conteúda com seu falar.
Poesiar é este alegre receio de não dizer tudo que deseja
abrir a mente e a mão para entender o que guarda em si
abrir o próprio coração para empreender peleja... por fim.

.
.
.
.
.

O Tempo Passa Pra Gente



Que bom que o tempo passa e a gente fica mais gente para a gente desfrutar melhor

De Costas Se Vê Melhor

Resultado de imagem para poesia

Há algo engraçado em tudo isto, na vida que se vive de bem;
quando de costas, ao que assisto, eu compreendo também,
e num passe de mágica, que parece fazer enorme diferença
a conversa se torna prática, uma historia que me convença;
e, em palavras, traduzo o que me convém.

É poesia, posso nela me esconder, no que tenho pra sonhar,
papel e caneta pra escrever, a vontade que não quer calar;
são gavetas empalhadas que os versos conseguem abrir
arritmias engraçadas que meus confessos insistem sentir.
Sou poeta que não sabe o prosar, nem no que se prevenir.

O poema que fala mais, de costas, ele se amolda melhor
e, como dardo que se apraz, como grito que se fala pior,
a melhor rima vai se ajustando, ela vai se fazendo perfil
e dizendo o que se vê, se impondo, em bom e sincero ardil,
fazer poesia é uma trama que nos tira da mentira senil.

Sem olhar o que se pretende, vendo o que se quer entender
todo poeta se surpreende, vendendo o que gosta de fazer:
falar de vida, sonhar com ela, contar a todos o quanto é bela,
fantasiar a dor, redesenhar o sofrer, mostrar-se encantador
torcendo que seus leitores saibam melhor do viver.

É Bom Fazer Poesia da Vida


Contando, ninguém acredita...
Cantando, talvez, afinal...
Falando, a verdade é dita...
Declamando, é todo sinal...

Quem pode impedir os versos?
Não há como segurá-lo, até...
São traços que movem moinho
são versos que andam a pé.

As marchas que foram rimadas
As dores que falam por si
ganham tempo e espaço e são aprimoradas
avançam seguras por tudo que há de vir.

Os poemas são vidas que brotam na gente
são declames enxutos de como se vê a vida
nascem, crescem, aparecem num jeito inteligente
seguem, vão em frente, colorindo as rotas da lida.

Andam, e muitas vezes correm sem pressas
voam, e muitas vezes, nos céus, desaparecem no além
mas, é certo que por onde passam, são pregressas
e, num rasto longínquo à visão, se vão e nos deixam o bem.

É bom ser poeta, não importa se não somos o melhor,
a delícia que nos traz a paz à alma sedenta
é de nos ver encantado, caminhando como sonhador-mor
numa terra de poetas que, tristezas, só poesia acalenta.

Nesta caminhada sem fim, por esta trilha de música
a cantoria rimada se torna o melhor alento a ter
e, com os versos em mim, a luz que brilha é lúdica
toda autoria amada, mostra-se um provento de ser
um doce jeito de, na vida, se merecer.
.
.

A Poesia é Uma Mulher Encantada

Resultado de imagem para poesia


A poesia é uma mulher num campo descolorido
uma singular odisseia de sonhos escritos a florar,
sonhos femininos que se mostram floridos
em mentes sentidas que aprenderam falar.

Na frenesi de se expor em tardios livros fartos
é a mulher que sabe ler e fazer-se encantar
a poesia é esta fêmea que se revela em rimas e tratos
é o melhor canto que se possa declamar

Nesse assoalho de pano espalhado ao capim
sentada em leitura que, bela, não consegue findar
a poesia, delirante, se firma nos versos sem fim
contempla, ofegante, as leituras de vida, que tem a mostrar.

São histórias contadas em rimas perfeitas? Não, não são.
São relatos contados em cantadas afeitas? Será que sim?
a poesia é este retrato encantado de muitos sonhos afins.

São livros e mais livros nuns mesmos versos rimados
são a própria mulher falando a todos corações encantados
esta é a poesia; assim é a poesia aos que são afortunados.
.
.
.

O Melhor dos Meus Sonhos

.
.
Foto de Jônatas David Brandão Mota.
ONDE SEMPRE ME ENCONTRO... é sempre onde encontro você.
.
.

Foto de Jônatas David Brandão Mota.
MÃE QUE SE TRANSFORMA... quando seu miado não não é suficiente.
.
.

NOSSO PALÁCIO ENCANTADO... musa-fada-rainha que faz o meu plebeu sentir-se rei.
.
.
CAMINHANDO JUNTOS... dia após dia, felizes sempre, indo muito longe, como no início de tudo.
.

.
Foto de Jônatas David Brandão Mota.

VIVENDO AS ESCRITURAS... você é meu sentido bíblico de sentir o amor de Deus.
.
.
Foto de Jônatas David Brandão Mota.
MINHA NAMORADA... minha querida e linda enamorada para toda a vida, 
por toda minha vida.
.
.
Foto de Jônatas David Brandão Mota.
O MELHOR LUGAR PARA TE SONHAR... é qualquer lugar onde você comigo está.
.
.
.
.
.

Meu Cântico dos Cânticos


no facebook
.
.
.
A PRIMEIRA SÚPLICA (Ct.2:7)

(27Abr2015) Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, apelo com veemência com o anseio de qualquer além, peço a todas que em seus améns, me ensinem, me ajudem, me façam mais atraente ao meu bem; imploro com todo o ardor que posso oferecer, com todas as forças que que este pedido possa merecer, me acudam, me façam mais atraente ao constante fascínio do seu querer. Suplico pelas gazelas e cervas do campo, pelas tristezas e languras de um pranto, rogo afegante porque careço urgente e alarmante, do sorriso e do encanto, dela que sempre é a musa mais deslumbrante do meu canto; suplico pelas gazelas mais sublimes, pelas cervas mais graciosas que nela se imprime, suplico como um adolescente apaixonado, que não tem outro caminho, a não ser o fazer-se incomodado. Adjuro com insistência, que não acordeis nem desperteis o amor, que não me façam mais enfeitiçado pela minha flor, sem primeiro buscarem iludi-la com as fantasias do meu fértil dulçor; vindico, ó filhas de Jerusalém, que conhecem o coração da minha amada muito bem, pelo amor à vida e à felicidade que vocês têm, que não me deixem mais apaixonado por ela, até que ela, por mim, saiba da dor, que no amor, o apaixonado tem... até que ela, muito, me queira.

.

O ESPÍRITO E A ÁRVORE II (Ct.2:4-6)

(20Abr2015) Eis que o sentimento que move o meu carinho, que, vindo de mim, sozinho, se pronuncia em canto para teu enfeite, eis que tua lembrança tem me encaminhado, já me Levou à sala do banquete; todos os dias me faço festivo, todos os dias me levam ao abrigo, todo o tempo eu sou como motivo para alegrias com todo ardor, sou alcançado por teu fascínio que tem o seu estandarte sobre mim em amor. Canto a cantiga que vem da alma, canto de algo que muito me acalma, peço cantando como o que mais preciso em minhas caças, ansioso por tuas graças, peço faminto que me sustentes com tuas passas; confortai-me com maçãs nas madrugadas, confortai-me ao meio dia, confortai-me pelas noites, dai-me de tuas alegrias, me conforta no teu refrescante abraço, no calor confortante da tua melhor euforia; porque é contigo que eu quero sempre estar, é a teu lado que e quero sempre caminhar, é da tua voz que eu quero encontrar o melhor incentivo condutor, é com tua voz que quero desfalecer com meu amor. A minha mão esquerda esteja debaixo da tua cabeça, que ela seja forte suficiente para dar a segurança que mereças, que ela seja carinhosa com o melhor do meu afeto, para sempre te cantar o meu sonho mais leal e mais discreto; e, neste mesmo lance romântico de pura entrega e enlace, ante o sorriso amável que ganho neste dançar, a minha mão direita lhe abrace, e pra sempre eu possa lhe conquistar.

.

O ESPÍRITO E A ÁRVORE I (Ct.2:1-3)

(13Abr2015) Eu sou a rosa de Sarom e desejo exalar perfumes aonde estiveres, sou o lírio dos vales e desejo emanar, em teus costumes, o que é devido a todas as mulheres; anseio ser o jardim para teus pés descalços, para as tuas caminhadas matinais, o tapete liso em teu encalço; as flores mais valiosas e medicinais que um jardim possa oferecer num percalço a estes teus sentimentos celestiais. Por outro lado, em todos estes carinhos, como o lírio que brota e resplandece entre os espinhos, tal é a minha amada entre todas as filhas de Jerusalém, deslumbrante e muitíssimo bela, como ninguém; meus olhos que sabem contemplar tantas doçuras que a natureza fez, se encanta quando corteja a presença, o fascínio que este lírio brada em sua tez; és a mais bela dentre todas as belas. Mais “enfeitiçado” fico, então, quando tua voz me chega em declaração: “Como a macieira entre as árvores do bosque, na busca a fundo, tal é o meu querido amado entre os filhos de todo o mundo”; e num gesto de dengo e poesia, tua fala sedutora me faz repousar, me dizendo: “Sentei-me descansada à sua sombra com grande alegria, e o seu fruto em mim, e comigo, era doce e suave ao meu paladar”. Para mim, és o espírito angelical que adormece o meu cansaço, és o espírito matinal que encanta o meu abraço; para ti, sou como a árvore frutífera que oferece a lombra, como árvore desejada que te oferece a melhor sombra.

.

A LINGUAGEM DO AMOR II (Ct.1:15ss)

(06Abr2015) Eis que és formosa, ó amada minha, tua formosura vai além do que toda natureza pode contemplar, muito além do que toda a existência pode imaginar, ela é minha que Deus deu; eis que és formosa, de uma beleza pura que te faz charmosa, glamorosa, e nas minhas fantasias, os teus olhos são como pombas, que em quilombas, me dá toda as sensações que podem neste coração meu. Encho-me de lisonjeios, quando, em poesia, me dizem os lábios teus: “Eis que és formoso, ó amado meu!!!” Me encho de alegria de viver, em ouvir que teus olhos me vêem agradável ao teu querer; quando teu coração ainda me diz: “Como amável és também!!!” Quando escuto de tua paixão que eu sou o teu “melhor bem!!!” Quando me contemplo, também por isto, orando, dizendo Amém; quando mim encontro ouvindo, ainda, de teus lábios: “o nosso leito é viçoso!!!” Não há conversar mais amoroso, mais ditoso, que me faça sonhar, voar, andar nas nuvens, ser mais manhoso. As traves da nossa casa são de cedro, a melhor madeira de lei que possamos encontrar, a mais segura madeira de beleza a uma família enfeitar, é ela que nos amarra num lar de amor a se cultivar. Na mesma sorte, neste mesmo porte de segurança, beleza e amarração, o nosso telhado é recoberto da melhor proteção, os caibros são de cipreste, resistentes a toda tempestade que surja, a todo temporal que o mal sempre investe com sua água turva.

.

A LINGUAGEM DO AMOR I (Ct.1:12ss)

(30Mar2015) Todas as vezes que você, minha querida rainha, se assenta à mesa, todas as vezes que meus olhos contemplam tua presença e sutileza, as vezes que o nosso paraíso completo contigo por perto; o meu nardo exala o seu cheiro, se torna um fiel companheiro, no anseio que meu coração declara ao te ver, no permeio que minha emoção faz transparecer, buscando, com tua visão próxima, bancar-me o esperto. Você, minha amada, é para mim e minha existência, como um saquitel de mirra, toda ataviada, no melhor da sua proeminência um agradável saquitel que, em birra, teimo em amar com o melhor de mim; mais ainda, quando repousas acanhada sobre o meu peito, quando ousas assanhada sob o meu afeito, momentos sublimes que a melhor poesia jamais poderá dedilhar em seus versos ou afins. Você, minha amada, da mesma forma, é para mim, quando comigo, quando diante dos meus olhos amigos, como um ramalhete de hena, tirado da pura jardinagem serena, o melhor que a vida poderia me oferecer; você é tudo isto, tirada das vinhas de En-Gedi, do oásis próximo ao Mar Morto, único lugar com vida em si, num deserto repleto de tristeza sem nenhum conforto; o melhor ramalhete que Deus me deixou ter.Minha rainha, esta é a minha linguagem de amor, linguagem que falo com todo o meu odor, cheiros que exalo quando te vejo em minha suserania, deslumbrado com tanta fascinante soberania

.

REMOVENDO AS MARCAS DA ESCRAVIDÃO (Ct.1:9s)

(23Mar2015) Ó querida minha, pelas marcas de tristezas que tua voz me dizia e tinha, pela dor que amargas por estar sempre sozinha, em que ei de te comparar? Em que meu lamento poderia lhe colacionar? És como as éguas dos carros de Faraó, presas a uma escravidão que o destino lhe impõe e que não tem dó, mas atraentes por suas perfumadas belezas, por seus serviços, dedicação e contagiantes proezas. Formosas são as tuas faces entre os teus enfeites, e como elas, de serviços e dedicação que a todos ofereces em deleites, do jeito delas, tens sido escrava submissa a marcas que têm ferido a alma dos teus aceites; tudo, de uma só maneira, se comporta como colares no teu pescoço, verdadeiros alvoroços que calaram meu coração, me fizeram homem indigno da tua paixão, um escravagista sem nenhuma razão. Ó querida minha, enfeites de ouro te faremos, em príncipe encantado nos desdobraremos, reverteremos toda a dor que te fizemos, te colocaremos no centro da nossa melhor atenção, do nosso coração; com incrustações de prata iremos admirar, respeitar, aproveitar ao máximo o pior, se houver, dos teus defeitos, iremos seguir maravilhados, extasiados, o mais difícil dos teus preceitos, seremos os mais felizes escravos nos teus conceitos. Tudo contribui para seres ainda mais linda, para seres a mais linda, seremos o que for preciso para fazer-te a mulher mais bela e amada que, existir, possa ainda.

.

NAS PISADAS DO REBANHO (Ct.1:7s)

(16Mar2015) O meu coração pergunta a quem ama a minha alma, meu anseio por encontrar-te, indaga aos quatro cantos do vento que não me acalma, há muita pressa em estar contigo, em estar sob teu abrigo: Onde apascentas o teu rebanho, tudo que em banho, meus olhos se atrevem a procurar, em que distância estás a me furtar, a tirar-me o doce singelo do teu me acalentar? Onde fazes o teu rebanho se deitar pelo meio-dia, ante o calor que nos assedia, ante o calor intenso que nos separa, que nos vara a sofrer em procuras e maldades que nos mantém afagados na dor da saudade? Quero estar contigo e seguir embora, mas por que razão seria eu como quem anda errante pelos rebanhos do mundo a fora? Por que tenho que me submeter a estar sempre como quem precisa e implora? Se não o sabes, ó tu, mais formosa entre as mulheres, se não queres me ver sem esta busca dolorosa e incessante, se me desejas com esta angústia constante buscando-te sempre por todos os lados; então deixe-me seguindo as pisadas das tuas ovelhas, deixe-me viver nesta ansiedade como queiras, deixe-me estar sempre neste desvalido e sofrido caminhar de vagamundo, sempre na busca do eldorado segundo; deixe-me continuar a seguir os teus caminhos até ter que apascentar, em cantinhos, os meus cabritos junto às tendas onde os teus rebanhos estiverem, deixe-me continuar como tuas vontades preferem.

.

MORENA GUARDA AGRADÁVEL (Ct.1:5s)

(09Mar2015) Você é a minha “morena”, mais formosa dentre todas as morenas, mais gentil e luminosa dentre todas belezas plenas, que meus olhos vêem, que minha visão se antena por onde vai. Ó filhas de Jerusalém, encantos mil que parecem virem do além, doçuras que parecem surgirem como aquém, reconheçam e se deslumbrem, se convençam e se perturbem ante a morena que me atrai. Como beduíno nas tendas escuras e opulentas de Quedar (Jr.49:28, Ez.27:21), minha “morena” é parda e enigmática, esconde atrativos que só sinto quando estou nela a habitar, quando enfática, se oferece a me encantar; como as ricas cortinas de Salomão, eis que ela está envolvida no melhor da segurança, e, como criança, esbanja-se nas mais confortáveis pujanças que me fazem sonhar. Filhas de Jerusalém, não repareis nela ser morena, se não é, porque o sol crestou-lhe a tez, lhe fez a lindeza ser “perena”, como a beleza lhe quer, dando-lhe a vez, tornando-a a melhor aparição que meus olhos tenham. Os filhos que sua mãe tivesse, indignar-se-ão contra ela, e a poriam por guarda de vinhas, de sua vinha, e isto a queimaria mais ainda, a faria bela mais ainda, aos que, fascinar-se, venham; porém, ela não deixou, o que me deu mais chances, não se aquedou e para seu romance me escolheu, a doçura de sua vida, me concedeu.

.
LEMBRANDO O AMOR DE BOM NOME (Ct.1.1sss)

(02Mar2015) Meu Cântico dos Cânticos, o canto mavioso do meu coração, a brisa sonora que evade deste meu peito tântrico, resposta sentimental desta minha gostosa paixão, começa aqui, a minha cantiga pra ti. Imploro que Beije-me com os beijos da sua boca porque melhor é o seu amor do que o vinho, beije-me, mesmo que a prolixidade seja pouca, porque melhor é o seu amor do que outro motivo qualquer que se pareça bonzinho. Para mim, suave é o cheiro dos teus perfumes, é o aroma delicioso das posturas de teus costumes, é, na minha alma, sentir a fragrância feminina do teu olhar sedutor, penetrante em seus dois gumes; para mim, o melhor perfume derramado é o teu nome, o sorriso do teu cheiro sobre mim, teu amado, é o som angelical que toma meus ouvidos e, de pronto, me consome... por isso as pessoas te amam, e eu mais ainda, pois saudade é o meu nome. Imploro mais, que me leves sempre contigo, me vejas como o melhor dos teus amigos, como parte importante de teus sonhos antigos, e verás que sempre correrei após ti, ou ao teu lado, como atento e instigante namorado. Como rainha que és, me introduzas nas suas recâmaras e em ti me alegrarei e me regozijarei, juntos faremos menção do nosso amor, assim, mais do que do vinho com razão nos amaremos com todo ardor.

Um Novo Ano de Novo


.
.
.
.
EM MINHAS MÃOS
(23Fev2015) Ter seu rosto em minhas mãos, teu sorriso a se esboçar; é a minha melhor doce canção, minha melhor alegria de sonhar. Poder sentir a tua permissão, poder a tua presença meiga segurar; faz-me viver alegrias no coração, faz-me desse amor sublime desfrutar. É saudável pegar você, tocar tua face, sentir-te ao beijo, te cantar no olhar; é amável regar teu ser, rogar o enlace, emitir-te cortejos, te enlaçar no sonhar. Sentir tua pele nos meus dedos, acariciar tua tez de beleza sem igual; delicia de paixão os meus folguedos, faz meus carinhos se formatarem em rigual. É muito gostoso ter seu rosto em minhas mãos, é muitíssimo gostoso ver o teu sorriso a se esboçar; tem sido a minha melhor saborosa canção, tem sido a minha melhor alegria de sonhar. Sempre que sinto a tua permissão, sempre que posso a tua presença afetuosa segurar; sinto viver toda a alegria do meu coração, sinto poder este amor brioso desfrutar. É sempre muito saudável abancar você, atear a doçura de tua face, saborear-te ao beijo, te melodiar no olhar; tem sido muito amável abluir teu jeito de ser, demandar nosso enlace, lançar-te sedutores cortejos, te agarrar nos meus sonhar. Minha linda esposa encantada, mulher angelical na minha vida; ter nas mãos a tua face recatada, tem sido a melhor canção por mim vivida.

.
VOCÊ ME FAZ FALTA
(17Fev2015) No começo de tudo, você me fazia falta pela falta que eu tinha; naquele momento que meus olhos te encontrou, eu tinha muita falta do que não vinha; me faltava um sonho que eu sonhasse, uma vontade que fosse minha. Depois daquele começo vivido, você me fazia falta pela falta do que eu já tinha; naquele momento que meu coração já te desfrutava, você me fazia falta por já ser parte de mim, e eu sabia que vinha; o que me faltava era você, sua paixão, a sua maneira só-sua de se fazer-se minha. Hoje você me faz muita falta, muito mais saudades do que, antes, eu tinha; momentos de angústias e ansiedades muito maiores do que a pressa que no passado me vinha; é o tempo que parece não passar, são as coisas que não parecem se arrumar, é a paciência, a ponderação que não parece ser mais minha. Você me faz falta, me faz muita falta, saudade que não consigo fazer palta em qualquer conversa civilizada que eu possa, comigo, ter; você já é a minha falta, a minha grande falta, música que já não consigo tocar em minha flauta sem que me transborde na emoção que eu possa, comigo, ser. Você, garota, me faz muita falta, sem você o mundo é vazio e me maltrata; sem você por perto, a casa é enorme, desconfortável, com motivos para ser ausente e ingrata.

.
NOSSO MELHOR QUADRO
(09Fev2015) Das paredes que nos cercam, dos ambientes que nos envolvem; somos a melhor arte que nos flertam, somos o melhor quadro que nos comovem. Dentre todas as artes que encontramos, dentre todos os quadros que nos aparecem; somos o melhor afresco que tomamos, somos o melhor painel artístico dos que prevalecem. Somos assim, eu e você, uma pintura que juntos estamos fazendo; meu e seu querer, uma aquarela viva que em pinceladas estamos dizendo. A duas mãos, em doce harmonia de apaixonados; dia a dia, momento a momento, em construção, conjugamos em rima, como dois pombinhos arrebatados, envolvidos nesta gostosa canção. Somos exatamente assim, eu e você, nestes anos que se passaram, com tudo parecendo que foi ontem; somos exatamente afim, o seu e o meu querer, nestes anos que se desenharam, com tudo percebendo constante. Somos uma obra inacabada, um mosaico de beleza e cor, com muitas formas de encanto e alegria; eu, a moldura festejada, com toda inteireza e ardor, pelo dito a um mortal que podia; você, a própria formosura esboçada, o melhor da singeleza da flor, feita com os melhores pínceis que havia. Somos o melhor quadro que temos pintado, o melhor que temos espalhado, o melhor que há por estas muitas euforias.

.
EXPLODE MEU CORAÇÃO
(02Fev2015) Como explode este meu coração; quando longe de ti está, quando tenta se ocultar, quando vive esta doce paixão. Como explode em disparada; quando, para perto de ti se achega, quando vislumbra sua face meiga, de mulher muito amada. Como explode essa angústia terrível; quando demoras a falar comigo, quando não me buscas em abrigo que para ti, seja intransferível. Como explode o amargo da minha dor; toda vez que estás para me deixar, quando sei que terás que me abandonar para continuar os seus passos de, do mundo, ajudador. Tudo em mim está sempre explodindo; por sua ausência e por sua presença, por seu amor e seu desamor, por seu falar e seu calar, tudo que tua dependência for me auferindo. Você, com tudo isto, me faz muito bem; tem me feito saudável, uma disposição invejável, uma saudade incalculável que sempre me vem. Explode, meu coração; não tenho cansado de pedir, implorar, exigir, não tenho cansado de alimentar esta paixão. Ela me dá entusiasmos, ela me dá muita confiança; ela me faz vítima ardorosa, que tem prazer em ser “prosa”, e que nunca se cansa. Que bom que sou assim, sou o homem que mais ganha com isto, sou o homem que mais ganha, enfim.

.
MEUS BEIJOS TEUS
(26Jan2015) Que beijos meus ainda não lhe dei? Que beijos meus ainda não mostrei? Que beijos guardo que ainda não tenha lhe entregado? Todos eles são teus, todos eles só sabem ser seus. Qualquer um deles só tem sabor de você, todos eles só tem significados em lhe merecer. São assim, beijos norteados, de endereço marcado, que só sabem trilhar a mesma direção, o mesmo caminho, o mesmo rosto, o mesmo coração. Sei te beijar em todas as cores, sei te beijar com todos os amores, mas é em amarelo que mais sei te dengar, é no amarelo que mais eu sei te ganhar. O amarelo mostra a minha gostosa dor de ti amar, mostra minha gostosa dor de ti esperar, de aguardar o teu melhor para estar comigo, o teu melhor para me dar do carinho do teu abrigo. O amarelo dramatiza melhor a minha ansiedade, faz meu beijo ter o corar da mocidade; demonstra melhor o agitar da minha pressa e agilidade. Sei te beijar em todas as cores, sei te beijar com todos os amores, mas é em amarelo que exalo todos os meus ofegantes odores, todos os clamores dos meus olhos surpreendidos com a tua beleza, com os cheiros da tua singeleza, com o andar arrogante do teu charme e nobreza; encantos que me encantam me fazem viver a tua realeza.

.
VORTEMOS DE MUITO LONGE
(19Jan2015) “Fumo, viajemo, e Vortemo; desfrutemo, aproveitemo... não ganhemo, nem perdemo... impatemo”. Foi assim, outro diinha nois tava a rodá por aí, rompeno; cheguemo a ir bem longe, bem longe mermo; mais longe do que imaginemo. Não é que foi bom está por tanto canto com ocê? Muitas vez eu ti guiava, outras tantas era ocê, e Brasil a dentro nóis ia a vencê. Encontremo seu pessoa, seus pais foi com nóis de um momento em diante, e com eles, nóis tocava a condução pra frente, lá ia nóis abrindo caminho contagiante. Depois de tudo vivido e desfrutado, fumo vortando; pelo mesmo caminho, fumo vortando sempre calminho, e da terra mais longe, passamo pela outra que tivemo, e depois pela tua terra onde aprontemo, e depois pela minha onde descansemo; e agora, depois de tanto passeio, tamo de volta, pronto pra o novo ano que nasce, tamo disposto aos novo desafio e devaneio. Brigado, minha menina linda, por ser tão agradave, ótima companhera, um braço confortave numa viage como a que fizemo e faremos a vida inteira. Com ocê, até sem viajá, eu viajo; vou longe, até sem saí do lugá; com ocê sou o mesmo passarinho que voa alto, que vai muito além, feliz para sempre, muito viajado como ninguém.

.
MEU NOSSO AMARELO
(12Jan2015) Não é minha cor pessoal, não é a tua cor emocional, mas, o amarelo é a nossa cor, como nenhuma outra que gostaríamos que fosse a tal. Ela é a luz, o calor, o otimismo, a alegria e a descontração; ela é o sol, a prosperidade, a beleza, ela é o melhor do verão. Ela estimula as atividades mentais, o raciocínio, ela desperta a prazerosa criatividade; em ambientes frios e escuros, ela dá a sensação de "luminação" e aquecimento, transporta as pessoas à sensação de felicidade. Nos semáforos da vida, temos o dever de, com tudo que somos juntos, recomendarmos o alerta e a atenção; somos a riqueza, o dinheiro e o ouro, somos a nobreza, a inteligência e o luxo de todo o bom coração. É a nossa cor, o resultado que o amor nos faz trilhar com nosso andor. É o meu “nosso amarelo”, a cor que me incentiva, emociona e desfrutar eu quero. Esta cor que somos encandeia o mundo, mas, mais que isto, ela nos toca profundo, nos faz especiais para nós mesmos, nos faz cúmplices de um viver fecundo. Minha garota, minha “amarela” singela, você me faz diferente, me faz o ser humano mais contente, com este amarelo que somos, com todos estes significados que, juntos, felizes, compomos.

.
NOVO ANO DE NOVO
(8Jan2015) Nascido o ano, e viajando distâncias contigo, te levando para o teu coração; canta o momento de te desejar feliz ano novo com o coração, como não poderia deixar de ser. Feliz Ano Novo, de novo e sempre, como todo o meu ano dependa disto e contemple o que de melhor possa te acontecer. Desejar-te este feliz momento novo, é das redundâncias a que mais me compromete; pois estou a converter-me nesta necessidade que não posso conter-me, pois, nele, em todos os seus meses, só poderei ser feliz se estiver todo buscando a tua felicidade, no que me compete; e, mais ainda, a minha felicidade, neste todo ano que chega, está, além do antes da tua, só depois que a tua folega. Para mim é muito fácil neste empenho, nesta busca, nesta felicidade; pois você é meu ano novo, o melhor do meu renovo, o melhor da minha privacidade. Buscar o que te faça feliz, facilitar o que lhe condiz, é como ter a chance de me realizar, de, até, me encontrar, de construir o meu presente, de no futuro me fazer contente. Você é minha motivação, o doce que me faz doce, a música que me faz apaixonado, que me faz o homem mais feliz de um ano que já nasce ovacionado por nós dois.

A Mulher mais Linda do Mundo



.
.
.
Facebook
.
.
.


FIM DESTE ANO...

(29Dez2014) O tempo está passando e nem parece. O ano passou, é o que parece, estamos no fim do último mês, o ano perece. Mas é mesmo, não parece. Olho meu espelho e não parece; quem muito ri, quem muito é feliz, imprime, sim, marcas de alegria, e isto rejuvenece. Deus tem me dado muitos motivos para sorrir, muitos motivos para ser feliz assim; Ele tem me dado muitas pessoas para sempre me deixar a rir. Você é o motivo maior, a pessoa melhor, e por seu amor, muitas pessoas me dão calor, e o resultado disto sou eu, como sou, olhando no espelho e não percebendo o tempo a vapor. Fim do ano, para mim não é fim, é cara de início, cara de continuação, este e o próximo ano são a mesma coisa, você me faz ver e sentir esta versão. Realmente, também, neste sentido você é a mais bela do mundo, é quem me dá todo sonho profundo, visão de cima que me carrega em paz, caminhos que sempre levam para o topo e que comigo carrega todo o mundo que eu faço ou me faz. Fim de ano, porta aberta para um novo tempo já cheio de outras muitas alegrias, que apenas me aguardam para explodirem em euforias. Muito obrigado anjo, muito obrigado por ser minha, por ser os sonhos que suave, pra frente, me encaminha.



NOSSO INVERNO NESTE VERÃO

(22Dez2014) Estamos sempre vivendo intensamente, ao mesmo tempo; todas as estações do ano, envolvidos no mesmo gostoso sentimento. Estamos no verão, vivemos a realidade da vida ao nosso ver, a satisfação de desfrutarmos juntos das decepções e alegrias que nos chega à porta do viver; estamos no inverno, a estação da carência um do outro, um ao outro a aquecer; estamos no outono, não estamos sozinhos, somos cúmplices, amigos a se merecer; e, também, estamos na primavera, da cor, da beleza, do amor, somos namorados a se entreter. Concomitantes, as estações nos acompanham os passos, e, de letra, vivemos eterna parceria no caminhar como devassos, que indiferentes, sabe tirar gostosas gargalhadas no que tropeçamos ou no que nos tropeçam entre abraços. É bem assim, duas almas irmãs, gêmeas, que se completam, se amam, se dizem “sim”. Juntos, já atravessamos muito destas estações; pela frente ainda há muito mais a se chegar; coniventes, estamos aquecidos em nossas paixões; e continuaremos a viver com alegrias as muitas próximas estações a nos abordar. É muito divertido, viandar pelas estações em tua doce companhia; o tempo não passa, ele pára, nele, contigo, a minha vida “amancia”.



O MAIS FELIZ DO MUNDO...

(15Dez2014) Tenho me perguntado, tem sido a indagação que faço a mim; acho que não há como, não consigo imaginar que alguém possa dizer “Sim”... É possível haver um homem mais feliz que eu? Meu pai, minha mãe, minha irmã, a família onde nasci; a chamada que Deus me fez, o Seminário onde cresci; meu casamento, meus filhos, a família que vivi; as igrejas que passei, os gostosos ministérios que exerci; meus abençoados rebanhos, as verdadeiras ovelhas que convivi; os muitos amigos, muita gente boa que conheci; as poucas lutas, intempérias, dores que chegaram e triunfante sobrevivi... Não, é impossível haver homem mais feliz que eu, alguém ter a vida bem-aventurada que tenho em mim. Mas, querida, alguém, por acaso neste mundo pode até ter algo semelhante do que mencionei; mas, com certeza, há algo que Deus me deu, que ninguém poderá ter, nem mesmo na semelhança do que argumentei... você. Deus lhe colocou na minha vida como o plus de toda minha felicidade; a doce marca dEle na minha existência, nos meus sonhos, na minha vulnerabilidade. Sou o mais feliz feliz do mundo, não consigo esquecer disto por qualquer momento; pois não esqueço você, e você me lembra disto a todo o tempo.



DESCULPE, DESCULPE, DESCULPE...

(08Dez2014) Por nós mesmos, homens são muito difíceis, muitos complicados, muito injustos... muito egoístas; sou homem e, por mais que lute contra tudo isto, sou tudo isto, muito tudo isto... como masoquistas. Muitas vezes para reconhecer, temos que perder; e isto eu não quero precisar, principalmente em relação a você. Desculpe por ser homem, desculpe por ser mais que os homens; desculpe por saber, entender, conviver com o anjo que é você, e de maneira tão premeditata, tão precipitada, parecer que não vejo ou desfruto da graça divina que, também, é seu ser. Obrigado por me amar, mesmo eu sendo homem, mesmo eu sendo o pior dos homens; obrigado por sempre me perdoar, por ser mulher, a mulher que Deus me deu, e assim me aconchegar. É como a “Bela e a Fera”, a mulher mais linda do mundo com minhas mazelas, com o monstro-homem que sou pra minha donzela. Desculpe, Desculpe, Desculpe... por ser homem em meu limite brejeiro, por ser seu homem que não mereces sorrateiro, e por não conseguir ser o homem que te faça sorrir o tempo inteiro. Por favor, meu amor, não desista de mim, continua tendo paciência assim; com esse homem sortudo que um dia ganhou o teu “Sim”.



TRINTA E DOIS ANOS...

(01Dez2014) Está chegando o dia que te desposei, o dia que contigo eu me casei, o dia do teu “sim” sob o veu que cobria teu rostinho pra mim, o dia que marcou minha vida para sempre sem fim. Foi um sonho, é um sonho, o tempo passou e parece que não passou; tudo parece continuar como antes, nada parece que modificou. Você e seu encanto, sua magia e seu espanto, o tempo parece que não veio, e se veio, não parece que passou, ele veio e parou; porque seus olhos ainda são de dúvidas e curiosidades, de doçuras e suavidades, e eu sempre por perto a desfrutar de você. Continuo muito apaixonado, ainda me sinto pouco embaraçado, quando estou contigo, ao seu lado, quando tenho que dizer algo, enquanto, na verdade, a minha vontade é ficar calado, usufruindo do teu calor, do teu cheiro, do teu afago. O tempo não passou, parece aquele dos primeiros momentos, quando você não saia dos meus pensamentos, me deixando sempre atento ao que preferias, ao que gostarias, para eu ter o prazer de surgir como príncipe encantado, seu eterno namorado, pronto e disposto a fazer impossíveis de ante-mão, contanto que pudesse ser recompensado com o melhor do teu sorriso e coração.



MINHA COSTELA MAIS BELA...

(24Nov2014) Acredito em “alma gêmea”, mesmo que só no meu caso; acredito em “tampa para cada panela”, mesmo que só no meu acaso; acredito em “Parafuso para cada porca”, mesmo que só no meu ocaso... acredito em tudo isto, mesmo que seja só para minha história; pois acredito na “costela”, de onde nasceu a mais bela, a mais encantadora de todas as criaturas. Acredito que nos meus sonos, o próprio Deus tirou uma delas de mim, e assim, passou milênios fazendo a ti. Muito tempo fazendo este rosto de mulher, este sorriso, estes olhos, teu corpo, teus braços, todo este encanto de gente que você é; muito tempo também, fazendo este teu jeito feminino, este trejeito felino que me encanta, me enche os olhos, que enche meu coração por teus tinos; muito tempo também, da mesma forma, fazendo tua alma, fazendo a calma do teu espírito, com amor, preparando-te para ser minha esposa, minha mulher, a face bela de um pastor. Eu acredito que não me falta uma costela, pois você é minha, está comigo, Deus me deu você, Ele me tem dado do seu ser; é assim que me sinto completo, é por isto que me sinto repleto, cheio de vida, totalmente preenchido por ti, minha doce querida.



NOSSAS ALIANÇAS DE PRATA...

(17Nov2014) São dois momentos singulares que elas me lembram: dois momentos contigo que vivi, que ilustram duas etapas, contigo até aqui. “Aliança”... quando nos primeiros meses de namoro fui armadilhado a comprar, naquela conversa encantada e manhosa de “uma ótima promoção aproveitar”; foi o que tinhas visto no comércio do Recife, onde te conheci e buscava te agradar. Alianças fininhas, quase ocultas, quase quebráveis, quase sem futuro, quase emergentes; mas, ao mesmo tempo, fortes, resistentes, fáceis de serem encontradas pela grama do Seminário e dos anos que passaram com a gente. “De Prata”... o outro momento, as bodas dos vinte e cinco anos, o tempo que nos fez ainda mais “uma só carne” e vida, que nos deu mais fôlego para, juntos, outras mesmas caminhadas; agora, alianças largas, verdadeiras algemas, de ouro centrado em prata, festejando em nossos dedos uma linda coroa de vivência, amizade, compreensão, paixão, sedução, um testemunho de duas almas apaixonadas. Nossas alianças, foram as que encontramos fuçando pratos de farinha de trigo, são as que encontramos fuçando a vida de mãos dadas, no carinho do nosso abrigo. (onde se lê “Prata” entenda-se “Ouro Branco”)



O MELHOR DAS MINHAS PAISAGENS...
(10Nov2014) A natureza é muito singular em qualquer canto que ela está, em qualquer beleza que ela formar, no melhor de todos os espaços que ela pintar; meus olhos sabem muito bem contemplar tudo isto, se fazer bem quisto e reconhecer a mão de Deus, o toque da sua sabedoria nas ações que a natureza esboça para todos os Seus. Mas há algo que, aos meus olhos faz com que qualquer beleza que ela festeja, venha ser ainda mais bela, mais graciosa, mais convidativa a qualquer reflexão que meus olhos se atreva... É você, é a sua angelical beleza de me ter, sua presença que consegue enfatizar e entreter, toda minha atenção, toda minha paixão ao mais simples do que qualquer ambiente possa oferecer. Sou "gamado" no que o Senhor fez e tem feito, mas o que mais me impressiona em todo este perfeito, é que tudo se torna moldura, quando você surge, quando você está, quando te tornas o objeto do meu admirar, quando ocupar o centro, do melhor que a natureza fez, para o deslumbre do meu olhar. Assim, a paisagem pode até ser fria e enevada, mas se teu rosto, tua presença se fizer notada, será a mais linda que eu já tenha, entre as sonhadas.



A MULHER MAIS LINDA DO MUNDO

(03Nov2014) És a mulher mais linda do mundo... A mais linda do mundo... A mais linda, em todo o mundo... A mais linda de todas... A mais linda de todas as lindas... A mais linda... A mais mais linda... A mais Linda... De todo o mundo... Em todo o mundo... Dentre todos e todas no mundo... A mais linda... A mais linda... No mundo todo você é a mais linda... Ninguém é mais linda que você... Ninguém... Ninguém... A mais linda... A mais linda de todas as mulheres... A mais linda de todas as pessoas... Lindíssima... Não bela, mas a mais linda... De todo o mundo... Em todo o mundo... A mais linda... A mais linda... A mais linda de todas as lindas... Você é... Ninguém mais... Ninguém mais... A mais linda de todas... Ninguém mais... Ninguém mais... Você é a mais linda mulher do mundo... Em todo o mundo... Em todo o canto do mundo... Entre todas as pessoas do mundo... Você é linda, muito linda... A mais linda de todas as muitas lindas... Ninguém mais, ninguém mais... Só você... Ninguém mais... Desculpe linda, não tenho outras palavras, não tenho outra poesia... Esta é a melhor que já fiz até hoje, a mais completa, a mais verdadeira, a melhor que meu coração pronuncia.

Quem Eu Seria Sem Você?



No Facebook
.
.
.

A CARRUAGEM QUE COMBINA

(27Out2014)... Amo ver você dirigindo. Parece que tudo, em qualquer carro, foi planejado e aprontado para ter você sentada na direção. Ao seu lado, ou de fora observando com atenção; qualquer carro se transforma numa carruagem deslumbrante para a melhor emoção. Suas mãos, seu rosto, seu corpo, seus movimentos quando está dirigindo; todas as manobras que faz como se estivesse sorrindo; é tudo suficiente para qualquer trânsito parar, só para a todos consolar, todos atentos assim; aos trejeitos maviosos que você promove nos encantos do seu dirigir. Que carruagem combina melhor com você? Que carruagem deve ter sido melhor desenhada para lhe ter? Não sei, parece que não é o carro que faz a diferença; parece que a motorista é que faz a presença; e qualquer carro se torna, em fim; o melhor lugar para você encher meus olhos ao dirigir. Uma coisa é certa; vou continuar parando o trânsito cotidiano de minha lida; o que me será uma atitude sempre esperta; para desfrutar meus olhos diante de tanta vida; para desfrutar meus olhos perante tanta beleza e encantação; que consigo degustar em ver teus olhos e teu jeito numa direção.



TUA SAUDÁVEL ATENÇÃO...

(20Out2014)... Para mim, para a minha vida, para o meu jeito de ser, você é muito mais que qualquer outra mulher poderia prover; sua atenção, em carinho com meu coração, me faz um homem seguro, me faz um adulto maduro, uma pessoa adequada ao existir feliz. Estou satisfeito? Não há mais ambições neste meu peito? Por acaso, imagino que não há outro melhor jeito? Não, não posso estar exultante, quando sei que você pode muito mais, porque você é muito mais capaz. Sonho com sua atenção me fazendo não só um homem, mas uma rapaz; um moço inexperiente, um menino adolescente, ansioso por abandonar tudo para estar, todo o tempo em tua mente. Sonho com sua atenção não só me direcionando, mas me condicionando, me dando colo, me fazendo dengado a tiracolo; um garoto que desmaia ao som da tua voz, do teu olhar; da atenção que tuas mãos possa saber me dar. Assim, já sou muito feliz sendo o homem maduro que tua vontade diz; mas, que gostaria de ser ainda muito mais venturoso, sendo o garoto que minha paixão lhe faça custoso, um homem adolescente que viva nas nuvens do teu cuidado de mulher.



SEUS ENFEITES ENCANTADOS...

(13Out2014)... O que eu seria sem você? O que eu seria sem seus enfeites? Como seria sem os encantos deles ao meu ver? O que eu seria sem os seus deleites? O tempo passou, e os adornos que já usou, ainda estão vivos nos meus olhos. Ainda vejo os que caiam da orelha sobre os ombros, esvoaçado pela brisa em desassombro, me chamando a te olhar mais de perto. Ainda sinto os que caiam pelos cabelos em labelos que me acendia todo, me deixando esperto. Ainda sonho com os que desciam por seu pescoço, que me davam alvoroço, a pressa de largar tudo para estar com tua paixão. Ainda vivo os que abraçavam sua cintura, desenhavam sua formosura, me faziam cativo de sua atenção. Tenho tudo em minha memória, vejo tudo na tua presença, por mais que seja simplória; estão todos os teus enfeites, guardados entre as belezas do meu coração. Eu não conseguiria ser alguém, sem tudo isto que dos teus encantos provém, sem estes adereços tão teus; jeitinhos que me fazem mais apegados a Deus; que me fazem sentir privilegiado; um ser indigno que a misericórdia do Senhor resolveu tratar como um homem muito amado.


O SORRISO QUE FALA...

(6Out2014)... O sorriso que teus lábios tem, que tua alma sabe que existe e te mantém, é o gostoso sorriso que faz muita falta aos meus olhos, ao meu coração, ao meu querer ser alguém. Tua voz sabe dizer tudo que quer, tudo que precisa, tudo que lhe convém; mas não há nenhuma conversa do mundo que se compare ao que é dito pelo teu sorriso quando teu rosto mostra que tem. É como um idioma suave e musical, uma cantata angelical, um sussurro divinal que quando chega aos ouvidos do meu olhar; me acende todas as atenções do paladar, e me faz deslumbrar com a meiguice de tudo que estás falando através do gostoso sorriso sincero que minha alma tem prazer em escutar. Teu sorriso me encaminha, ele me acorda, me trasborda, me faz felicíssimo quando te advinha; quando imagina que estás a me seduzir; com o melhor sorriso que tuas feições deseja me atribuir. Hoje, no teu aniversário, enquanto pergunto o que eu seria sem ti; afirmo o quanto sou carente do teu sorrir, o quanto sou motivado para o afã de sempre estar atento a conferir, não o que não tenho, mas o muito que o Senhor me tem dado através do ti sentir.



MOTORISTA DE MINHA VIDA...

(29Set2014)... Isso mesmo, motorista de minha vida, do meu tempo, dos meus sonhos, do meu jeito de pensar e agir; motorista que me assumiu e tem me encaminhado aos mais tolerantes ensaios de vida a dois, de vida a cinco, de vida a muitos, de vida em si. Tomou conta do meu volante, dos meus freios, das minhas direções; motorista encantada que me conduz por todas e belíssimas emoções. Nisto, Deus me ocupou com outros afazeres prementes e me providenciou uma condutora tão envolvente que me dá o prazer de apenas assistir o mundo passar, o mundo crescer, o mundo me envolver; sento no meu conforto de passageiro, desfruto saudável de todo o canteiro sonhador e me deixo levar pelos caminhos que seus sonhos me permitem participar. Motorista, minha bela e completa motorista, o que literalmente tenho sempre vivido, matando o mundo inteiro de inveja por este privilégio que Deus me tem concedido. Onde e quem teria motorista tão apropriada? Motorista tão bem preparada? Que com doçura me leva e me trás, com brandura me carrega e de mim se encarrega; com candura me deixa viver em paz.



A ELEGÂNCIA DESSA MULHER...

(22Set2014)... Impressiona, também, os meus olhos e afeto, o saber da elegância charmosa do seu ser; mais que isto, me impressiona o ver tanta elegância contida entre os teus ter, o que assisto; mais que isto, muito mais que isto façanha sonhada, é estar e desfrutar, desta gostosa elegância que não consegue deixar de parar o mundo para ser contemplada. Já tentei muitas vezes, já consegui só poucas destas vezes, não expressar o alvor da minha alma, ao estar diante do teu elegante jeito de abraçar, acordar, ajudar, amar, andar, animar, arrumar, beijar, brigar, se calar, caminhar, cantar, caçoar, chamar, chegar, cheirar, confortar, deitar, desfilar, se doar, elogiar, se enfeitar, ensinar, estudar, explicar, falar, juntar, liderar, manusear, olhar, orientar, se pentear pintar, posar, procurar, reclamar, sentar, sonhar, telefonar... de comer, dizer, se envolver, escrever, ler, proceder, querer, ser... de atrair, dormir, exigir, ir, ouvir, proibir, seduzir, sorrir, vestir... e, muitas outras, tantas, coisas onde, naturalmente, a sua presença airosa deslumbre a mim e a todos que, sábios, saibam perceber e viver inteligentemente.



SEU SORRISO MAIS FELIZ...

(15Set2014)... Quem eu seria sem seu sorriso? Sem este mais completo, perfeito e doce sorriso? Gesto que, não tenho dúvida, meu coração, meus sentimentos carecem, que eu todo dia, em todo o dia, preciso. Gesto que esta alma bondosa imprime nesta tua face graciosa, e que me faz derramar inteiro, me faz desmanchar sorrateiro, me faz sonhar em sonho, e ligeiro. Ele me faz descobrir ciumento, me deixa doer profundo, quando outros estão desfrutando do teu particular intento, o de distribuir, a todo mundo, a alegria contagiante que não pára de fluir deste coração sentimento. Por outro lado, ele me faz feliz, me faz viver um homem realizado, quando sei que outros muitos, pobres mortais como eu, são alcançados, são beneficiados, com a tua convivência sorridente de menina que não sabe ser feliz de verdade, sem trazer o mundo todo para a tua felicidade; onde eu sempre estou, e este mesmo sorriso me faz entender que pode; onde eu diuturnamente estou me deliciando em primeiro camarote. Quem eu seria sem este sorriso meigamente atrevido; quem eu seria sem este sorriso que me dá tanta sorte.



O MUNDA LÁ FORA SEM COR...

(08Set2014)... Qual a cor que tem lá fora? Qual a graça que tem lá “bora”? O que há de colorido no mundo, agora? Não é possível que se encontre alguma cor de outrora, onde você não está, onde suas cores contigo não estão, onde não pões o teu olhar. Tua presença pinta o mundo, faz colorir tudo ao teu redor. Não consigo ver diferente, não consigo ver cores onde você não está, o que é pior. Sou um daltônico mais grave é certo; quando, lá fora, não tenho você por perto, quando não sinto teu falar esperto. Tudo pode até ser bonito e vivo lá fora, mas são preto e branco, sem muita nitidez... até você chegar, então meus olhos enxergam as belas cores que todos têm, as belas cores que em tudo vem, em cada vez. O que eu seria sem você? Como o mundo, vida, me pareceria ter? Como seria minha existência num mundo sem cores e ambíguo? Como seria eu neste orbe que só consigo ver e viver as cores quando estou contigo? Você é minha lente de vida, você é minha palheta de sonhos, a minha cor preferida; Você são as cores que preciso, o sonho colorido que Deus me deu para este mundo tão indeciso.



QUEM EU SERIA SEM VOCÊ?...

(01Set2014)... Uma vez, numa primeira vez, lhe perguntei, como fazendo vez, “o que seria de minha vida sem você?”, de uma só vez. E, naqueles primeiros momentos, sob o efeito das brisas de seus doces ventos, vi seus olhos se calarem atentos, sua vontade de me ouvir no provento da resposta que parecia aguardar. Fiz suspense, brinquei com suas dúvidas e emoção, mergulhei no clima que se misturava, e convicto decidi o que parecia estar no meu coração. “Eu seria um homem muito rico e de tranquilidade alcançada, mais feliz e mais tudo de melhor”, foi o que eu disse ante a tua atenção assustada. Falei com os lábios, falei até com os olhos, eu queria chamar sua atenção, foi o que sempre fiz no intuito de estar sempre conquistando sua paixão. Mas eu não soube mentir, mas eu não sei mentir, por mais que outras vezes eu tenha perguntado sempre estas mesmas coisas faceiras, as respostas que de ti escuto, repetindo aquela minha resposta arteira, me faz entender o quanto você já sabe: a minha verdade de vida é depender inteiro do carinho que és merecida.